Gestão de Contencioso

Gestão de Contencioso

Por vezes, o maior problema jurídico de uma empresa não está na complexidade dos processos que enfrenta, mas sim na quantidade. Com efeito, é comum que empresas com volume em suas transações enfrentem números elevados de processos com consumidores, e uma má gestão pode afetar a margem de lucratividade.

A gestão de processos de massa deve focar em manter a margem de lucratividade. Isso significa optar por um modelo eficiente de gestão de processos, inserindo o cuidado com os processos como uma etapa do processo de operação da empresa. É necessário que o empresário saiba abrir mão de posições jurídicas em nome da lucratividade, pois pode ser mais vantajoso realizar um acordo em uma etapa inicial do processo do que arcar com os custos de um processo judicial, muitas vezes com o desfecho incerto.

As empresas devem também saber aprender com os processos judiciais, o que demanda aconselhamento. Por vezes, uma pequena modificação na prática comercial (como, por exemplo, uma adequação dos termos de uso de um produto ou serviço) podem ter um impacto positivo no cenário jurídico. Além disso, as empresas devem ter consciência de que, tão importante quanto agir dentro dos parâmetros legais, é preciso convencer os consumidores de que a prática é legal. Caso contrário, corre-se o risco de sofrer processos infundados que, apesar do possível resultado jurídico favorável, importarão em prejuízo econômico.